Weather United States of America, Seattle United States of America, Seattle +8°C

Jornal Expresso Regional Online

Balthazar – 1º a 7 de setembro de 2013

Balthazar – 1º a 7 de setembro de 2013

September 04
11:11 2013

Arnaquinópolis 3 - A sucessão Capítulo CC (200)

Hoje, a novela “Anarquinópolis – 2 a sucessão” comemora seu 200º capítulo. E, para festejar tão importante ocasião, esta semana, vamos publicar uma prévia do primeiro capítulo do livro “Crônicas de Arnaquinópolis” que será publicado muito em breve. Neste capítulo, rendemos uma justa homenagem ao nosso personagem principal, o ex-príncipe Filomeno, o Boneco de Olinda. Ele é o “muso inspirador” desta saga inesquecível. Vamos lá...
“Tudo começou em 24 de junho daquele fatídico ano. Chovia, estava calor e nevava ao mesmo tempo. No céu, uma estrela (ou um morteiro de São João) anunciava o nascimento de um menino. Nem melhor, nem pior do que ninguém. Mas, sem dúvida uma pessoa.
A gravidez foi difícil: o menino demorou 24 meses para ser gestado. Mas, quando sua mãe já procurava uma curandeira para expelir o feto que, para ela, deveria estar morto (ou ser uma aberração), eis que começam as contrações. E na manhã daquele alegre dia, o menino, finalmente foi parido. Filomeno era o filho caçula de uma família de trés irmãos e recebeu o nome, em homenagem à vaca Filomena, cujas tetas o alimentaram na primeira infância já que sua mãe não poderia mais amamentar...
De família extremamente pobre, a mãe de Filomeno só o podia o alimentar com angu e bofe, ou polenta com pulmões bovinos (como preferir). No entanto, devido à dieta rica em ferro (desde cedo Filomeno tomava muito ferro), nosso herói adquiriu uma terrível doença chamada “Joelite Gingantóide”. Portador do raro mal, Filomeno começou a crescer absurdamente. Tanto que, aos 12 anos de idade já media 2,20 metros. Aos 22 anos, ele chegaria aos impressionantes 3,1 metros de altura, com 45 centímetros de mãos, 50 centímetros de pés e 38 centímetros de... Ah, deixa pra lá...
Sem dinheiro para bancar uma educação digna para Filomeno, sua mãe teve que matriculá-lo na única escola que aceitava tampinhas de garrafa como pagamento de mensalidade: uma escola de anões de circo. Mas o colégio não era lá grande coisa. Carluda e Shrek, seus irmãos, até que se saíram bem na nova escola. Porém, nosso herói encontrou dificuldades. Devido ao fato de ser um menino muito alto em uma escola de anões, Filomeno começou a sofrer Bulling dos coleguinhas. Logo, ele recebeu o vexatório apelido de “Boneco de OIinda”, numa singela alusão às alegorias do carnaval pernambucano.
E assim seguiu-se a saga do pequeno grande homem até chegar ao poder em Arnaquinópolis. Da venda de caixões com o seu velho (bota velho nisso) tio, à conquista da coroa. Das armações ilimitadas com “Negueba da Nêga Fulô” até os históricos churrascos na serra. Do estranho casamento com a bela princesa “Sógria, a feia” até a criação da multibilionária dubla sertaneja Zé Praga e Tainha. Da bilionária indústria de água mineral ao misterioso furto da merendinha, muita coisa aconteceu. E muita coisa ainda haverá de ser contada..
Bem, pessoal, esta é apenas uma “palhinha” do livro, que está no forno (mais o cozinheiro é devagar). Agradeço imensamente a audiência e a preferência de vocês que nos acompanharam em tantos e tantos capítulos. Forte abraço!

A briga vai ser quente

O quadro para as eleições de 2014 já está mais que definido em Macaé. Embora ainda não assuma publicamente, o vice-prefeito Danilo Funke (PT) será candidato a deputado estadual. Contra ele, o adversário direto possivelmente será o ex-prefeito Riverton Mussi (PMDB). E a briga será séria por um motivo estratégico: tanto para Danilo, quanto para Riverton os votos de Macaé têm importância estratégica para a sucessão de 2016. Riverton quer voltar à ser prefeito. E Danilo, além de se eleger deputado, tem a função de “brecar” o avanço de Riverton. Isso, é claro, se a Justiça não enquadrar o ex-prefeito na lei de “Ficha Suja”, devido aos muitos processos que ele enfrenta. Neste caso, se Riverton ficar inelegível, Danilo nadará de braçada. Já outros dois candidatos: Christino Áureo (PSD) e Amaro (PSB) correrão por fora, longe desta briga de foices...

Querendo respirar...

Quem não se lembra daquele filme “Sexta-feira 13”? Nele, o personagem Jason (aquele jogador de Hoquei psicopata) era atacado de todas as maneiras e nunca morria: tiros, bombas, afogamentos, eletrucamentos... Nada conseguia dar cabo do homem. Quando todo mundo pensava que ele estava morto, Jason subia do túmulo e matava mais meia-dúzia. Pois bem, isso parece estar acontecendo com o ex-prefeito Silvio Lopes (PSDB). O cara perdeu feio as duas eleições consecutivas (prefeito em 2008 e vereador em 2012), teve o prestígio abalado tantas vezes, mas não entrega os pontos. Ele já tem um plano para voltar, através de seu filho (sózia) mais velho...

Pego para Judas

O vereador Marcel Silvano (PT) foi eleito, por alguns de seus pares na Câmara como inimigo número 1. No meio das denúncias dos gastos absurdos do Legislativo, feitas pelas TVs Globo e Record, o vereador, que é jornalista, foi acusado nas redes sociais de ser o detrator dos “amigos”. E o pior é que ele realmente não teve nada a ver com isso. As denúncias não vieram de Marcel e sim da cara de pau daqueles que fizeram uma “festinha” de R$ 300 mil.   

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Publicidade

Publicidade

CURTA NO FACEBOOK

'