Weather United States of America, Seattle United States of America, Seattle +8°C

Jornal Expresso Regional Online

Centro de Memória da Fundação Cultural resgata história de Casimiro de Abreu

Centro de Memória da Fundação Cultural resgata história de Casimiro de Abreu

Centro de Memória da Fundação Cultural resgata história de Casimiro de Abreu
June 13
13:42 2014

Espaço está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 9 às 21 horas  

 

Instalado na Sala de Cinema Humberto Mauro, o Centro de Memória de Casimiro de Abreu revela aos pesquisadores todas as informações da história do município. 

No local, estão jornais, fotos, revistas, livros, manuscritos do poeta que dá nome a cidade e outras peças históricas. De acordo com o responsável pelo espaço, Lucas Jorge da Silva, aos poucos o centro está ficando cada vez mais conhecido. “Já tivemos aqui alguns pesquisadores da Holanda que vieram levantar dados sobre um quilombo que aqui já existiu”. 

 Entre as informações mais procuradas por quem passa pelo local estão fatos como a mudança de nome do município de Indaiaçu para Casimiro de Abreu, em 1925; bem como a transformação de Barra de São João em Vila, que aconteceu por determinação da lei em 1846, mas a instalação só se concretizou em 1859. Outro fato histórico que chama a curiosidade das pessoas é o de 1839, data de nascimento do poeta Casimiro de Abreu.

 Os interessados em ter acesso ao material devem fazer uma ficha de solicitação. A liberação do material requerido pode levar até cinco dias úteis para ser deferida. “O centro é de extrema importância cultural, pois, é uma maneira que os moradores locais e, também, os pesquisadores do Brasil e do mundo possuem para conhecerem os fatos mais relevantes que aqui aconteceram”, disse o presidente da Fundação Cultural, Gustavo Marchiori.  

 O Centro de Memória de Casimiro de Abreu está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 9 às 21 horas. Ele fica localizado a Rua Miguel Jorge, número 100, no Centro. 

 

DOAÇÕES PARA O ACERVO - Segundo Lucas Jorge, quem tiver alguma peça antiga com valor histórico e que queira doar para o acervo do Centro de Memória deve acionar os profissionais do local pelo telefone 2778-5461. “Certa vez encontramos o livro de registro de batismo de escravos sendo usado como apoio para bebedouro”, disse ao relembrar da importância de se preocupar com a preservação da história local. 

Share

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Publicidade

Publicidade

CURTA NO FACEBOOK

'