Weather United States of America, Seattle United States of America, Seattle +1°C

Jornal Expresso Regional Online

Córrego do Ouro ganha unidade de Equoterapia

Córrego do Ouro ganha unidade de Equoterapia

Córrego do Ouro ganha unidade de Equoterapia
April 11
10:56 2014

O Parque de Exposições do distrito de Córrego do Ouro, região serrana do município, recebe, a partir de maio, um centro de Equoterapia para oferecer acessibilidade aos praticantes da região. Já o Parque de Exposições Latiff Mussi, localizado no bairro São José do Barreto, onde funciona o primeiro centro de terapia de Macaé, abre 74 novas vagas para atender o cadastro de reserva. O projeto intitulado “Passo Amigo” é desenvolvido pela Prefeitura, por meio das secretarias de Saúde e de Agroeconomia.  

Ketry Costa de Oliveira, de 3 anos, foi diagnosticada com asfixia perinatal e aguardava uma oportunidade para participar do projeto. Kelli Simone Simplicio Costa, mãe da pequena Ketry, ressalta sua felicidade em saber que sua filha terá mais qualidade de vida. “Eu sei da importância desse tratamento, sei o quanto vai melhorar a vida da minha filha. Estou muito feliz, achei que esperaria muito tempo, foi mais rápido do que imaginei”, explica a mãe.  

O Passo Amigo conta com uma equipe multidisciplinar composta por psicólogos, terapeutas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e professores de equitação. Atualmente, a unidade atende 125 praticantes com indicação médica ao trabalho complementar para desenvolver sua psicomotricidade e seu biopsicossocial. A partir de agora, a previsão é de 180 praticantes, uma média de 36 assistidos por dia.  

Para a expansão do projeto, a equipe conta com 10 cavalos e 16 profissionais capacitados, é o que explica a coordenadora do projeto, Cymone Camolezy da Silva. “A maioria dos pacientes são portadores de necessidades especiais, tais como paralisia cerebral, Autismo, Síndrome de Down, entre outras síndromes raras. O tratamento também é indicado para alguns casos de prematuridade e desvio de conduta, por isso é extremamente importante uma equipe composta por profissionais qualificados”, aponta Cymone.  

O pequeno Rhyan Freitas Pereira, de 5 anos, sofreu paralisia cerebral e há oito meses pratica Equoterapia. “Não tem comparação. Com o tratamento, meu filho está bem melhor, tem muito mais equilíbrio e interação. Antes ele quase não se mexia, hoje rola na cama. Meu filho nunca esteve tão calmo. Estou maravilhada com esse projeto e agradeço a Deus por essa oportunidade”, ressalta Naia Santos Freitas, mãe de Rhyan e moradora do Bosque Azul, lembrando que também conta com o transporte gratuito do projeto. 

De acordo com a coordenadora, os praticantes que estão sendo chamados já estavam na lista de espera, porém, para participar, os interessados devem comparecer ao Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha, de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, munidos de encaminhamento e laudo médico, além de uma foto, onde será marcada uma avaliação.  

Reinaugurado em julho de 2013, o Centro de Equoterapia funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Os profissionais são capacitados pela Associação Nacional de Equoterapia (Ande) e os cavalos são treinados para essa finalidade.

Cada participante faz a terapia por meia hora, uma vez por semana. A faixa etária dos beneficiados é livre, sendo que a mais nova paciente tem um ano e dez meses, e o mais velho, 48 anos. A unidade de Córrego do Ouro atenderá todas as sextas-feiras, de 8 às 17h, e as inscrições devem ser feitas também no Parque de Exposições Latiff Mussi, no bairro São José do Barreto.  

- O tratamento beneficia a interação social, o equilíbrio e, principalmente,a qualidade de vida do praticante -, explica a coordenadora Cymone.  

Equoterapia - De acordo com a Associação Nacional de Equoterapia (Ande-Brasil), órgão máximo do setor, a Equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas da saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais. 

O tratamento emprega o cavalo como agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico e exige a participação do corpo inteiro, contribuindo para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio. A interação com o cavalo, incluindo os primeiros contatos, os cuidados preliminares, o ato de montar e o manuseio final desenvolvem ainda novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima à criança.

Foto divulgação: google

Share

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Publicidade

Publicidade

CURTA NO FACEBOOK

'