Weather United States of America, Seattle United States of America, Seattle +9°C

Jornal Expresso Regional Online

Envolvido em escândalos, Dr. Eduardo é reeleito para presidência do Legislativo

Envolvido em escândalos, Dr. Eduardo é reeleito para presidência do Legislativo

Envolvido em escândalos, Dr. Eduardo é  reeleito para presidência do Legislativo
December 08
08:39 2014

Afundado até o pescoço em denúncias de corrupção, o atual presidente da Câmara de Macaé, Eduardo Cardoso (PPS) foi reeleito, na manhã da última sexta-feira, dia 5, para o biênio 2015-2016. A composição da mesa diretora, embora continue sobre a batuta de Eduardo sofreu algumas mudanças: Julinho do Aeroporto (PPL) será o primeiro vice-presidente da casa. A segunda vice-presidência caberá a Manoel das Malvinas (PR). Já na secretaria, saem Igor Sardinha (PT) e Chico Machado (PMDB) para as entradas de Welberth Rezende (PPS) e Renata Paes (PV). A nova chapa foi eleita com 15 votos favoráveis, contra um de Marcel Silvano (PT) -que compôs chapa solo - e uma abstenção.

No cargo desde 1º de janeiro de 2013, Dr. Eduardo teve a gestão até aqui marcada por escândalos. No ano passado, por exemplo, a Casa virou notícia em todo o Brasil ao gastar R$ 300 mil em uma única sessão solene. A festa, que durou cerca de três horas e teve cerca de 300 convidados exclusivos, registrou o gasto recorde de R$ 1.7 mil por participante. Este ano, mais uma vez a mesa diretora resolveu “abrir a mão” e anunciou um novo e superlativo gasto: R$ 1.444.000 (Hum milhão quatrocentos e quarenta e quatro mil reais) com o projeto Câmara Itinerante, onde sessões Legislativas são realizadas, uma vez por mês em bairros da cidade.

Em março deste ano, outra compra milionária da Câmara chamou a atenção. O valor de R$ 1.300,00 (hum milhão e trezentos mil reais) foi empenhado para a compra de móveis para mobilhar a nova sede do Legislativo. A licitação foi homologada no dia 28 de março e seu extrato foi publicado no Diário Oficial. A denúncia da compra, no mínimo, inusitada nos chegou através das redes sociais. Nela, além do valor, é questionado o fato de que a empresa contratada, a Top Mak Multicomercial Ltda-ME, situada no Parque Leopoldina, em Campos, tem em seu cartão de CNPJ diversas atividades empresariais. No entanto, não há no documento nenhuma menção à Montagem e Instalação de Moveis Planejados, conforme consta no edital. Todavia a ausência da função social não se constitui, necessariamente uma ilegalidade. O que chama a atenção mesmo no contrato é o valor.

O pregão 016/2013 estipula, pelo serviço a bagatela de R$ 1.319.000. O valor, usado na compra de mesas e armários para a nova Câmara, daria com sobra para comprar 43 carros populares no valor unitário de R$ 30.000,00, o suficiente para renovar toda a frota do Legislativo que atualmente gasta mais de um milhão de reais ao ano com alugueis de apenas 17 carros. Também daria para pagar o salário de 152 funcionários assalariados pelo período de um ano, e ainda sobraria dinheiro.

Recentemente, outra polêmica envolvendo valores altos chegou às redes sociais. Um edital de registro de preços, celebrado com a empresa H Boy Otz Júnior Comercio e Serviço Ltda previa um gasto de R$ 155 mil reais na compra de água mineral. O valor daria para comprar, em preços atuais, nada menos que 60 galões de água (correspondente a 1.200 litros) por dia. No entanto, em nota oficial, a direção da Câmara informou que não chegou a fechar contrato com a empresa e que o procedimento foi apenas para registro de preço, o que pode servir de parâmetro para a realização de uma licitação no futuro.

Share

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Publicidade

Publicidade

CURTA NO FACEBOOK

'