Weather United States of America, Seattle United States of America, Seattle 0°C

Jornal Expresso Regional Online

Inflação oficial acumula alta de 7,7% em 12 meses, a maior taxa desde 2005

Inflação oficial acumula alta de 7,7% em 12 meses, a maior taxa desde 2005

March 06
10:21 2015

A inflação oficial do país, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou em 1,22% em fevereiro, depois de avançar 1,24% em janeiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a maior taxa para meses de fevereiro desde 2003, quando ficou em 1,57%.

No acumulado de 12 meses, o indicador acumula alta de 7,7%, a mais elevada desde maio de 2005, quando atingiu 8,05%. Em fevereiro do ano passado, o índice foi de 0,69%. No acumulado de 2015, a inflação ficou em 2,48%, acima do percentual de 1,24% registrado em igual período de 2014.

Gasolina é destaque
O destaque do mês ficou com a gasolina. Os preços subiram 8,42%. Refletindo aumento nas alíquotas do PIS/Cofins, que entrou em vigor em 1º de fevereiro, a gasolina exerceu um impacto de 0,31 ponto percentual, sendo responsável, sozinha, por um quarto do IPCA, ou seja, 25,41%. Assim, os gastos com transportes subiram 2,2%, grupo que apresentou o mais elevado impacto no mês (0,41 ponto percentual), segundo o IBGE.

Com isso, a estimativa do mercado para o IPCA de 2015 segue acima do teto do sistema de metas. A meta central de inflação para este ano e para 2016 é de 4,5%, com tolerância de dois pontos para mais ou para menos. O teto do sistema de metas, portanto, é de 6,5%. Em 2014, a inflação somou 6,41%, o maior valor desde 2011.

Educação
Considerando os nove grupos de produtos e serviços pesquisados, a variação mais elevada foi registrada no grupo educação, que atingiu 5,88%, refletindo os reajustes praticados no início do ano letivo, especialmente nos valores das mensalidades dos cursos regulares, que subiram 7,24%.

Habitação
Outro impacto veio do grupo habitação, cuja variação foi de 1,22%, com destaque para energia elétrica, que registrou variação de 3,14%. A variação de preços na conta de luz refletiu movimentos nos valores dos impostos e parcela residual da aplicação do Sistema de Bandeiras Tarifárias sobre as contas, a partir de 1º de janeiro.

Despesas e cuidados pessoais
O grupo despesas pessoais teve variação de 0,86%, e o item cigarro foi um dos destaques. Após reajustes desde o ano passado, a variação do item foi de 1,16%. Também se sobressaíram os itens excursão (6,93%), cabeleireiro (1,09%) e manicure (1,04%). No grupo saúde e cuidados pessoais, que teve variação de 0,6%, destacaram-se os serviços médicos e dentários (1,14%) e os artigos de higiene pessoal (0,89%).

Residência
No grupo dos artigos de residência, que variou 0,87%, a alta foi puxada pelos eletrodomésticos, cujos preços se elevaram em 2,15%, e pelos serviços de conserto e manutenção de equipamentos domésticos, que subiram 1,70%.

Alimentação
O grupo alimentação e bebidas variou 0,81% e, segundo o IBGE, observa-se redução no ritmo de crescimento de preços, comparando-se com a taxa de 1,48% registrada no mês anterior. Os alimentos consumidos fora de casa (0,95%) tiveram aumentos acima dos consumidos em casa (0,74%).

Queda
Dois grupos tiveram queda no índice de fevereiro: vestuário, de 0,6%, reflexo das promoções ocorridas no mercado, e comunicação, de 0,02%, devido à redução média de 22% nas tarifas de telefonia fixa para móvel, a partir de 24 de fevereiro, de acordo com o IBGE.

INPC
Nesta divulgação, o IBGE também apresentou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que apresentou variação de 1,16% em fevereiro, 0,32 ponto percentual abaixo do resultado de 1,48% em janeiro.

No acumulado de 12 meses, o índice ficou em 7,68%, acima dos 7,13% dos 12 meses anteriores. Em fevereiro de 2014, o INPC foi de 0,64%.

Inflação tem  a maior taxa para meses de fevereiro desde 2003

Inflação tem a maior taxa para meses de fevereiro desde 2003

fonte: globo.com

Share

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Publicidade

Publicidade

CURTA NO FACEBOOK

'