Weather United States of America, Seattle United States of America, Seattle +1°C

Jornal Expresso Regional Online

Maior exportadora de celulose do Brasil comemora alta do dólar

Maior exportadora de celulose do Brasil comemora alta do dólar

March 27
12:03 2015

A forte desvalorização do real frente ao dólar, que rompeu neste mês a barreira dos R$ 3, tem trazido um alento para setores da indústria brasileira, sobretudo para os exportadores, que começam a mirar uma alta na rentabilidade e a enxergar novas oportunidades de mercado – apesar do baixo crescimento da economia brasileira, que em 2014 teve expansão de apenas 0,1%.

Muitos setores ainda sofrem com a falta de competitividade do produto nacional e com a queda dos preços das commodities no mercado mundial. Mas empresas como a Fibria, com mais de 90% da produção destinada a exportações, tem se beneficiado, e muito, com o câmbio.

“Não fazemos projeções, mas o câmbio, do jeito que está, realmente é muito bom. A desvalorização do real tem um efeito muito positivo para nossa receita e, consequentemente, mais positivo ainda na nossa geração de caixa”, afirma Guilherme Cavalcanti, diretor de finanças e relações com investidores da Fibria, a maior produtora de celulose de eucalipto do mundo.

A gigante brasileira foi criada em 2009, após incorporação da Aracruz pela VCP.

Exemplo raro na indústria brasileira, a companhia tem como foco o mercado externo e a base de sua receita em dólar. Ou seja, qualquer desvalorização do real favorece diretamente o caixa da empresa.

"Praticamente 100% da nossa receita é em dólar e 85% dos nossos custos são em reais. Quando o real se desvaloriza, a nossa receita em reais aumenta muito, nosso custo em reais não mexe, e a gente tem um aumento de geração de caixa", explica o diretor.

Ele afirma que, para cada 10% de desvalorização do real, a geração de caixa da empresa aumenta em quase 20%. "Como o real já se desvalorizou quase 20% neste ano, a nossa geração de caixa aumentou em torno de 40%”, estima Cavalcanti.

A Fibria é a maior exportadora de celulose – matéria prima para a produção de papel – do Brasil. Em 2014, embarcou 4,8 milhões de toneladas ou 45,28% do volume total que saiu do país.

‘Nossa geração de caixa aumentou em torno de 40%’, diz diretor da Fibria.

‘Nossa geração de caixa aumentou em torno de 40%’, diz diretor da Fibria.

 

Fonte: G1

Share

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Publicidade

Publicidade

CURTA NO FACEBOOK

'