Weather United States of America, Seattle United States of America, Seattle +1°C

Jornal Expresso Regional Online

Prévia da inflação em 12 meses tem maior taxa desde maio de 2005

Prévia da inflação em 12 meses tem maior taxa desde maio de 2005

March 20
10:39 2015

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), considerado uma prévia da inflação oficial, ficou em 1,24% em março, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice ficou 0,09 ponto percentual menor que o de fevereiro, que foi de 1,33%. No acumulado dos últimos 12 meses, o índice foi para 7,9%, o maior desde maio de 2005 (8,19%). Em março de 2014, o IPCA-15 havia sido 0,73%. No ano, a taxa é de 3,5%.

Luz, gasolina e comida puxam alta

O índice deste mês foi puxado pelo aumento nas contas da energia elétrica, nos preços dos combustíveis e dos alimentos que, juntos, foram responsáveis por 77,42% do índice do mês, sobre o qual exerceram impacto de 0,96 ponto percentual, segundo o IBGE. Com a elevação de 10,91% na energia elétrica, o grupo habitação (2,78%) ficou com o maior resultado no mês de março (veja no gráfico abaixo).

Luz

O maior impacto individual, no entanto, veio da conta de luz, que subiu 10,91%. Em Curitiba, a alta desse item chegou a 14,89%. A forte elevação é decorrente dos reajustes que passaram a vigorar a partir do dia 2 de março, segundo o IBGE.

Gasolina

Os combustíveis também ajudaram a puxar para cima a inflação do mês, com elevação de 6,25%, reflexo da alta dos preços da gasolina, de 6,68%. Por região, os aumentos da gasolina variaram de 4,41% em Goiânia até 9,22% em Recife. De acordo com o IBGE, a alta da gasolina reflete, nas bombas, o reajuste das alíquotas do PIS/Cofins autorizado a partir de primeiro de fevereiro e que incidiu, também, sobre o óleo diesel, que ficou 4,05% mais caro. O consumidor passou a pagar, ainda, 5,32% a mais pelo litro do etanol.

Alimentos

Nos alimentos a alta foi de 1,22%, sob pressão de vários produtos importantes na despesa das famílias, especialmente cebola (19,07%), cenoura (18,32%), tomate (13,04%), ovos (12,01%), hortaliças (7,62%) e feijão-carioca (4,17%).

Outros itens

Outros itens tiveram impacto no índice do mês, com destaque para seguro de veículo (3,01%), higiene pessoal (2,17%), ônibus intermunicipal (1,82%), ônibus urbano (1,39%), automóvel novo (1,37%), mão de obra para pequenos reparos (1,23%) e eletrodomésticos (0,94%).

Regiões

Curitiba registrou a maior taxa de inflação entre as regiões pesquisadas, de 1,72%, seguida de Fortaleza e Porto Alegre (ambos com 1,38%). Na sequência vêm Goiânia (1,34%), Salvador (1,33%) e São Paulo (1,25%).

Já as menores taxas de inflação foram registradas em Belém, de 0,76%, Brasília, 0,82%, e Rio de Janeiro, 1,1%.

 No acumulado dos últimos 12 meses, o índice foi para 7,9%, o maior desde maio de 2005

No acumulado dos últimos 12 meses, o índice foi para 7,9%, o maior desde maio de 2005

Share

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment

Your email address will not be published.
Required fields are marked *

Publicidade

Publicidade

CURTA NO FACEBOOK

'