camara corona

Lula vê "pirotecnia" de Moro em denúncia contra Bolsonaro sobre interferência na PF

Por Redação em 16/09/2020 às 07:02:06

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a postura do ex-ministro da Justiça Sergio Moro ao acusar o presidente Jair Bolsonaro de interferência na Polícia Federal (PF), o que resultou na saída do ex-juiz do governo. Em entrevista ao site Diário do Centro do Mundo, Lula fez críticas a Bolsonaro, mas teve como alvos preferenciais Moro e a Operação Lava Jato. Para o ex-chefe do Executivo, o ex-juiz criou uma "pirotecnia" no ministério da Justiça. "Ele é tão medíocre, que quando ele sai tenta criar mais uma pirotecnia com o apoio da Globo. Ai eu vou sair porque o Bolsonaro quer indicar o diretor da Polícia Federal. É importante lembrar que o presidente da República tem direito de indicar o diretor da Polícia Federal sim", afirma.

Leia também

Esquema de propinas de Lula entrou na mira da Lava Jato após e-mail de Marcelo Odebrecht

Guilherme Fiuza: 'R$ 4 milhões é uma migalha para o Lula e sua gangue'

Lava Jato denuncia Lula e Palocci por lavagem de dinheiro

Lula apontou que, quando foi presidente, indicou por duas vezes o diretor-geral da Polícia Federal e nunca fez pedidos ou deu orientações ao chefe da corporação. Questionado sobre uma eventual candidatura de Sergio Moro nas eleições presidenciais de 2022, o petista considera que o ex-ministro não estaria preparado psicologicamente e politicamente para a disputa e chamou o ex-juiz de mentiroso. "Por que o Moro achava que ele podia [interferir na PF] e o Bolsonaro não podia? E tenta ganhar a opinião pública mentindo outra vez. Um homem que vive de mentiras e constrói a sua vida atrás de uma toga, não merece respeito para ser candidato", exalta. O ex-presidente foi denunciado nesta semana pelo Ministério Público Federal (MPF) acuado de ter usado o Instituto Lula para lavar R$ 4 milhões doados pela Odebrecht. Na entrevista, ele classificou a denúncia como mentira, afirmando que nunca exerceu cargo de direção no órgão.

*Com informações do repórter Levy Guimarães

Fonte: JP

Comentários